0

Meu Carrinho

Últimas

Notícias

Luto no rádio: Robson Dias, diretor da Clube FM de Brasília, morre em Goiânia aos 71 anos

18.02.2020

O diretor da Clube FM 105.5 de Brasília, Robson José Dias, morreu na madrugada desta terça-feira (11), em Goiânia. Robson também era condômino dos Diários Associados e morreu, aos 71 anos em decorrência de um câncer no intestino, contra o qual lutava há quase um ano e precisou mudar o tratamento para uma quimioterapia mais forte no último dia 28, dia de seu aniversário. Robson era casado e tinha três filhos, dois homens e uma mulher. O corpo dele está sendo velado no Cemitério Complexo Vale do Cerrado em Goiânia. O corpo deve ser cremado.A mudança no tratamento o debilitou e ele não conseguiu se recuperar. O profissional passou a fazer parte dos Diários Associados em 1968, atuando por vários setores do grupo. Ele começou no departamento pessoal, em seguida virou administrador da TV Brasília, depois foi para a TV Goyá e seguiu para a TV Goiânia. Antes de virar diretor da Clube FM, Robson também foi gerente de circulação do grupo e gestor dos Diários no Nordeste

Direção do grupo lamenta a morte de Robson Dias

Diretores do Grupo Diários Associados e da Clube FM lamentaram a morte de Robson Dias. O vice-presidente executivo do Correio Braziliense, Guilherme Machado, afirmou que Robson não temia o trabalho. "Robson Dias era homem que não temia trabalho, nem grandes desafios. Administrador nato, comandou nos últimos anos com brilhantismo nossa Rádio Clube FM. Com seu falecimento, os Diários Associados perdem um incansável colaborador e eu um fraterno amigo", conta.

Paulo Cesar Marques, diretor de Comercialização e Marketing do Correio, também falou sobre a perda. "Robson era afável e alegre. Um profissional cordato e comprometido. Foi um privilégio trabalhar com ele por quase 23 anos", afirma. 

Amigo de Robson há mais de 50 anos, o superintendente de Logística do jornal, Possidônio Meireles, lamentou a morte e lembra de histórias de quando trabalhavam juntos. "Era uma coisa fantástica. Ele era uma pessoa determinada, positiva, muito leal e trabalhador. Lembro de a gente sair daqui 11h da noite fechando folha de pagamento, que era feito manualmente, para deixar tudo pronto para a Tesouraria", lembra.

Leonardo Moisés, diretor Financeiro do Correio, lembra dos ensinamentos do amigo. "Tive o prazer de conviver com o Robson por 22 anos. Criamos uma relação de amizade e de admiração um pelo outro. Sempre tinha uma história para contar. Aprendi muito com ele. E vou levar sempre comigo nas minhas lembranças o seu sorriso e o seu companheirismo", ressaltou.

Arthur Luis, diretor artístico da Rede Clube FM, disse que a morte de Robson foi uma grande perda. "Realmente uma grande perda. Robson foi um grande diretor, líder e amigo. Com ele aprendi importantes lições. Sempre gostou de incentivar novos talentos", frisou Arthur.

Fonte: Tudoradio

Leia

Também

Panorama: Rádio Gaúcha segue líder geral e Atl?...

18.02.2020

NovaBrasil FM divulga vencedores do Prêmio NovaBrasil 2019

18.02.2020

Grupo de Trabalho de Rádio da SET retoma trabalho...

18.02.2020


Compartilhar