0

Meu Carrinho

Últimas

Notícias

Indicadores de desempenho na rádio: o que eu preciso acompanhar?

14.12.2018

Muita gente acredita que a única coisa que é preciso saber para descobrir se uma rádio vai bem é a sua audiência. Mas quem leva a sério o negócio sabe que existem muitos outros indicadores de desempenho na rádio que devem ser avaliados para ter uma visão melhor e facilitar o processo de tomada de decisões na empresa.

Sim, a audiência ainda é o dado mais importante. Mas existem rádios com boa audiência que acabam indo para o buraco porque ninguém olhou para os outros indicadores de desempenho, chamados em inglês de KPIs, ou key performance indicators. Por isso, listamos 6 deles que vão ajudá-lo a enxergar o sucesso na sua rádio.

1. Audiência geral

Naturalmente, esse é o principal indicador que deve ser avaliado em uma rádio. É uma métrica bem direta — quanto maior o número da audiência, melhor. Dependendo do investimento e do porte da rádio, o valor que é considerado um sucesso varia — uma performance fraca para a cobertura de um jogo de futebol na Jovem Pan poderia ser o melhor dia da história de uma pequena rádio comunitária, por exemplo.

Para avaliar a audiência é preciso portanto definir os referenciais do que é bom e ruim e, claro, saber como medir a audiência em rádio.

2. Alcance da transmissão

Para medir esse indicador de capacidade é preciso considerar não apenas a potência do equipamento utilizado pela rádio como alguns fatores geográficos — dependendo do relevo e da área onde o equipamento está instalado, sua eficiência pode ser reduzida.

Por isso, depois de estimar o raio da transmissão, pode valer a pena ir com o carro para as bordas do alcance do sinal e checar se ele realmente chega lá. Em rádios comunitárias, esse indicador é especialmente importante, já que é preciso compreender se seu público consegue sintonizar sua programação.

3. Índice de engajamento em programas ao vivo

Um índice simples que pode ser usado tanto para entender melhor sua audiência como para avaliar a qualidade da sua programação. Em programas ao vivo, em que o ouvinte pode participar de alguma forma, é útil manter uma medição de quantos deles se voluntariam e se interessam por essa possibilidade. Valores baixos ou em queda podem ser reflexo de uma qualidade ruim.

4. Índice de influência em redes sociais

É uma forma de avaliar se a estratégia para engajamento no Facebook, Twitter ou Instagram está indo bem. Para calcular, basta dividir o número de curtidas pela quantidade postagens feitas. Se quiser aproveitar o embalo para calcular também o índice de compartilhamento nas redes sociais, é só adaptar a mesma fórmula trocando curtidas por compartilhamentos ou retuítes. Nenhuma rádio hoje sobrevive sem uma presença forte online — essa é só uma das métricas que podem ser usadas nesta área.

5. Renda média por ouvinte

Esse é um indicador de desempenho que pode medir, dentre outras, o trabalho de equipe de vendas de anúncios. Já conhecendo o tamanho da audiência e os valores arrecadados com publicidade é possível estimar quanto cada um desses ouvintes contribuí em renda para a rádio. Basta dividir a arrecadação com anúncios pela audiência total.

Com isso, também é possível estimar como a renda poderia melhorar aumentando o público da rádio. Esse indicador também pode ser usado em programas individuais.

6. Percentual da grade monetizada

Dentre os indicadores de desempenho na rádio, esse é um dos mais simples. Basta pegar as horas de programação semanal e avaliar quantas dessas horas estão com anúncios. Com isso, podemos chegar a um valor em porcentagem de quanto da grade está realmente dando dinheiro. Quanto mais próximo de 100%, melhor. Se o número está baixo, vale a pena descobrir como conseguir mais anunciantes.

Fonte:Teletronix

Leia

Também

Dicas para locutor de rádio

14.12.2018

comemora conquistas em 2018

14.12.2018

Indústria intensifica produção de rádios autom...

14.12.2018


Compartilhar