0

Meu Carrinho

Últimas

Notícias

Brasil tem imprensa parcialmente livre, aponta relatório internacional

20.09.2019
Apenas 2% da população latino-americana vivem em ambientes de imprensa livre. Quando o assunto é Brasil, o trabalho da comunicação é "parcialmente livre". Os dados são resultado de estudo realizado pela organização Freedom House e publicado nessa quinta-feira, 1° de maio, quando se lembrou o dia da liberdade de imprensa.De acordo com informações da Exame, a pesquisa do grupo, que fica sediado em Washington, mostra mapa com sinais em verde, amarelo e violeta, que significam, respectivamente, imprensa livre, parcialmente livre e sem liberdade. Junto com o Brasil, aparecem países como Guatemala, El Salvador, Nicarágua, Haiti, República Dominicana, Panamá, Colômbia, Peru, Chile, Argentina, Paraguai, Bolívia e Guiana.Austrália, Canadá, Costa Rica, Estados Unidos, na maior parte da Europa, Israel, Japão e Uruguai fazem parte da lista "verde". Na ponta do ranking, marcado em violeta, estão os países sem liberdade, como Cuba, Equador, México, Rússia, Venezuela, China, Vietnã, Camboja, Madagascar, grande parte de do centro e do nordeste da África, Oriente Médio e Golfo Pérsico.De acordo com a diretora do projeto que elabora este relatório anual, Karin Karlekar, o estudo percebeu que existiram diminuições no nível global de liberdade dos meios. "Encontramos no ano passado em todas as regiões do mundo governos e atores privados atacando jornalistas, impedindo seu acesso físico aos eventos noticiosos, censurando o conteúdo e ordenando demissões de jornalistas por motivos políticos".Veja os principais resultados do estudo• A Freedom avaliou 197 países, em que 32% são livres, 35% são parcialmente livres e 33% não tem liberdade;• Oito países com as piores qualificações: Belarus, Cuba, Guiné Equatorial, Eritréia, Irã, Coreia do Norte, Turcomenistão e Uzbequistão;• Na América Latina, a liberdade de imprensa caiu para o nível mais baixo em cinco anos;• Embora tenha melhorado na nota, Cuba mais uma vez foi considerado o país com as piores condições para exercer a liberdade de imprensa na região;• As condições nos Estados Unidos se deterioraram principalmente devido as tentativas do governo de inibir a informação sobre assuntos de segurança nacional;• Desde 2009, os países latino-americanos que tiveram piora nas condições de liberdade de imprensa foram, na ordem, Equador, Panamá, Bolívia, Honduras e Nicarágua, enquanto a única nação da região que registrou avanços foi a Colômbia.Fonte: Abert

Leia

Também

AERP realiza cerimônia de abertura do Congresso P...

20.09.2019

Entrevista Pedro Westphalen (PP/RS)

20.09.2019

Tendências | Pesquisa da Kantar aponta previsão ...

20.09.2019


Compartilhar